Notícia

Flávia Salmázio - Publicado em 26-06-2020 13:00 - Atualizado em 2020-06-26
Como formar uma Empresa Júnior na UFSCar?
Empresa Jr. da Engenharia Química, campus São Carlos (Foto: EQ Jr./ NUSC)
Empresa Jr. da Engenharia Química, campus São Carlos (Foto: EQ Jr./ NUSC)
A Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) conta com 30 Empresas Juniores (EJs). No entanto, como os estudantes podem formar uma nova EJ? Qual sua função perante a Universidade e a sociedade? Para consolidar estas informações e expandir sua atuação, a Profa. Dra. Marta Cristina Marjotta-Maistro, da Pró-Reitoria de Extensão (ProEx), coordenou a construção de uma regulamentação para as EJs junto à UFSCar. Para que ocorra o registro das EJs nos sistemas da Universidade, a Professora também trabalha junto à Secretaria de Informática (SIn).

O que é? - Uma Empresa Júnior (EJ) é uma entidade estudantil, sem fins lucrativos, que integra um dos pilares da universidade pública - a extensão. É responsável por apoiar a sociedade por meio do desenvolvimento de soluções e projetos. Em diversas áreas do conhecimento as EJs prestam serviços que alavancam micro e pequenos empresários em seus negócios. O valor obtido pelas EJs é usado para custear a participação destes estudantes em eventos, congressos e cursos. 

Participar de uma Empresa Junior pode contribuir para a formação do estudante de maneira abrangente, relata Luza Bernart, estudante de Engenharia de Materiais que participou da Materiais Júnior por 3 anos e fez parte do grupo que trabalhou na construção da Regulamentação. "Aprendemos muito sobre propósitos, responsabilidades e liderança, desenvolvendo tanto o nosso lado profissional quanto o pessoal. Crescemos por meio da colaboração enquanto equipe, já que todo o trabalho executado depende não só dos integrantes, mas também da colaboração dos professores e técnicos para que possamos acessar laboratórios e apresentar as melhores soluções ao setor privado ou público, que nos procura em busca de apoio", conta Luza. 

Regulamentação - A criação de uma EJ na UFSCar, bem como sua atuação, agora está descrita e regulamentada. Com isso, os estudantes e servidores deixam um legado à Universidade. "Trabalhamos há muito tempo junto às gestões das Empresas Juniores e aos Núcleos, que reúnem todas as EJs da UFSCar, para construir esta regulamentação. Consolidar as EJs, na UFSCar é essencial para que consigamos manter e ampliar sua atuação dentro e fora da Universidade. Além disso, passamos a trabalhar com maior segurança jurídica", explica a Professora Marta Marjotta-Maistro

O objetivo da Universidade é que, cada vez mais, as atividades de extensão sejam tidas como essenciais à formação dos estudantes. "Alguns cursos já contam créditos aos estudantes quando estes participam de atividades extensionistas, como as Empresas Juniores. Nosso objetivo é que, consideradas as peculiaridades de cada curso, todos possam avançar na creditação da extensão. E as EJs cumprem muito bem esse papel: apoiam a sociedade e, ao mesmo tempo, colaboram na formação dos estudantes", acrescenta a Reitora da UFSCar, Wanda Hoffmann.

Cartilha das EJs - O desenvolvimento de uma Cartilha objetiva auxiliar, de forma simples, os estudantes da Universidade. "A Cartilha busca esclarecer tudo que está na Resolução. Os alunos conseguem entender, de forma clara, os processos de fundação, reconhecimento e avaliação das EJs", conta Marcelo Ávila, Presidente do Núcleo São Carlos (NUSC) e estudante de Engenharia de Materiais. "Todas as possíveis dúvidas dos estudantes foram respondidas unindo a expertise da Profa. Marta à facilidade de comunicação com os empresários juniores que o NUSC possui", finaliza o Presidente do NUSC.

Informações:
- Acesse aqui a Cartilha das Empresas Juniores
- Acesse aqui a regulamentação das Empresas Juniores